Linha Nova
Facebook phone email

Relatório de Gestão da Secretaria Municipal da Saúde e Assistência Social - 3º Quadrimestre 2020

Facebook Pinterest Google Plus Twitter

Relatório de Gestão da Secretaria Municipal da Saúde e Assistência Social - 3º Quadrimestre 2020

1 - Introdução

A Secretaria Municipal de Saúde e Assistência Social tem 100% de cobertura de Atenção Básica, buscando seguir o modelo de atenção básica à saúde como reordenador dos processos de trabalho com foco no acolhimento, cuidado e resolutividade das necessidades de saúde da população, com território definido, observando os princípios da acessibilidade, do vínculo e da continuidade do cuidado.

 

A Secretaria Municipal de Saúde e Assistência Social de Linha Nova tem suas bases de crescimento apoiadas em um planejamento estratégico, com ações voltadas não somente ao fortalecimento da Atenção Primária em Saúde, mas também na consolidação das Redes de Atenção para atendimentos de média e alta complexidade. Em ambas as situações a questão equidade e qualidade dos serviços é ponto chave das decisões.

 

Tivemos que reabrir o DIGISUS ano de 2020 para colocarmos as ações na PAS e Plano Municipal de Saúde, referente ao Covid 19.

 

Por orientação da 5ª CRS de Saúde seguimos a apresentação conforme dados do DIGISUS.

2 - Auditorias realizadas ou em fase de execução no período e suas recomendações

2.1 Auditorias realizadas: 0

3 - Produção na Atenção Básica

ATENDIMENTOS CLÍNICO GERAL 1209
ATENDIMENTO PSICOLÓGICO 94
ATENDIMENTO TÉCNICO DE ENFERMAGEM e ENFERMEIRA (Triagem, curativos, medicações, retirada de ponto, observação) 2116
ATENDIMENTO FISIOTERAPIA 317
ATENDIMENTO NUTRICIONISTA 43
ATENDIMENTOS EXAMES DE LABORATÓRIO 1300
RX 85
ECOGRAFIAS 30
MAMOGRAFIAS  30
EXAMES CITOPATOLÓGICOS 44
VACINAÇÃO 66
ATENDIMENTO ODONTOLÓGICO 240
ATENDIMENTO PSIQUIÁTRICO 94
Nº TESTES RÁPIDOS COVID 19 40
Nº TESTES SWAB COVID 19 187

 

4 - Relatório de indicadores de saúde da população (Fontes: Sispacto, Tabnet e Portal BI Gestor Municipal) 2020

INDICADOR META ANUAL

RESULTADO NO

QUADRIMESTRE

UNIDADE DE

MEDIDA

1 MORTALIDADE PREMATURA (DE 30 A 69 ANOS) PELO CONJUNTO DAS 4 PRINCIPAIS DCNT (DOENÇAS DO APARELHO CIRCULATÓRIO, CÂNCER, DIABETES E DOENÇAS RESPIRATÓRIAS CRÔNICAS) 3 0 N. Absoluto
2 PROPORÇÃO DE ÓBITOS DE MULHERES EM IDADE FÉRTIL (MIF) INVESTIGADOS 100 100 %
3 PROPORÇÃO DE REGISTRO DE ÓBITOS COM CAUSA BÁSICA DEFINIDA 100 100 %
4 PROPORÇÃO DE VACINAS SELECIONADAS DO CALENDÁRIO NACIONAL DE VACINAÇÃO PARA CRIANÇAS MENORES DE DOIS ANOS DE IDADE - PENTAVALENTE 3ª DOSE, PNEUMOCÓCICA 10-VALENTE 2ª DOSE, POLIOMIELITE 3ª DOSE E TRÍPLICE VIRAL 1ª DOSE - COM COBERTURA VACINAL PRECONIZADA 100 100 %
5 PROPORÇÃO DE CASOS DE DOENÇAS DE NOTIFICAÇÃO COMPULSÓRIA IMEDIATA (DNCI) ENCERRADAS EM ATÉ 60 DIAS APÓS NOTIFICAÇÃO 95 100 %
6 PROPORÇÃO DE CURA DOS CASOS NOVOS DE HANSENÍASE DIAGNOSTICADOS NOS ANOS DAS COORTES 100 100 %
7 NÚMERO DE CASOS AUTÓCTONES DE MALÁRIA N/P N/P N. Absoluto
8 NÚMERO DE CASOS NOVOS DE SÍFILIS CONGÊNITA EM MENORES DE UM ANO DE IDADE 0  0  N. Absoluto
9 NÚMERO DE CASOS NOVOS DE AIDS EM MENORES DE 5 ANOS.  0  N. Absoluto
10 PROPORÇÃO DE ANÁLISES REALIZADAS EM AMOSTRAS DE ÁGUA PARA CONSUMO HUMANO QUANTO AOS PARÂMETROS COLIFORMES TOTAIS, CLORO RESIDUAL LIVRE E TURBIDEZ  100 100 %  
11  RAZÃO DE EXAMES CITOPATOLÓGICOS DO COLO DO ÚTERO EM MULHERES DE 25 A 64 ANOS NA POPULAÇÃO RESIDENTE DE DETEMINADO LOCAL E A POPULAÇÃO DA MESMA FAIXA ETÁRIA  0,92 0,35  RAZÃO
12  RAZÃO DE EXAMES DE MAMOGRAFIA DE RASTREAMENTO REALIZADOS EM MULHERES DE 50 A 69 ANOS NA POPULAÇÃO RESIDENTE DE DETEMINADO LOCAL E POPULAÇÃO DA MESMA FAIXA ETÁRIA  0,69  0,50  RAZÃO
13  PROPORÇÃO DE PARTO NORMAL NO SUS E NA SAÚDE SUPLEMENTAR  18,18  20  %
14  PROPORÇÃO DE GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA ENTRE AS FAIXAS ETÁRIAS 10 A 19 ANOS  0  %
15  TAXA DE MORTALIDADE INFANTIL  0  %
16  NÚMERO DE ÓBITOS MATERNOS EM DETERMINADO PERÍODO E LOCAL DE RESIDÊNCIA  0  N. Absoluto
17 COBERTURA POPULACIONAL ESTIMADA PELAS EQUIPES DE ATENÇÃO BÁSICA 100 100 %
18 COBERTURA DE ACOMPANHAMENTO DAS CONDICIONALIDADES DE SAÚDE DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA 100 85 %
19 COBERTURA POPULACIONAL ESTIMADA DE SAÚDE BUCAL NA ATENÇÃO BÁSICA 100 90 %
20 PERCENTUAL DE MUNICÍPIOS QUE REALIZAM NO MÍNIMO SEIS GRUPOS DE AÇÕES DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA, CONSIDERADAS NECESSÁRIAS A TODOS OS MUNICÍPIOS. 100 100 %
21 AÇÕES DE MATRICIAMENTO SISTEMÁTICO REALIZADAS POR CAPS COM EQUIPES DE ATENÇÃO BÁSICA N/A N/A %
22 NÚMERO DE CICLOS QUE ATINGIRAM MÍNIMO DE 80% DE COBERTURA DE IMÓVEIS VISITADOS PARA CONTROLE VETORIAL DA DENGUE 0 0 N. Absoluto
23 PROPORÇÃO DE PREENCHIMENTO DO CAMPO "OCUPAÇÃO" NAS NOTIFICAÇÕES DE AGRAVOS RELACIONADOS AO TRABALHO 100 100 %

5 - Programação Anual de Saúde - PAS

5.1 - Diretrizes, objetivos, metas e indicadores

 

DIRETRIZ Nº 1 - Garantia do acesso da população a serviços de qualidade, com equidade e em tempo adequado ao atendimento das necessidades de saúde, mediante aprimoramento da política de atenção básica e da atenção especializada.


OBJETIVO Nº 1.1 - Utilizar mecanismos que propiciem a ampliação do acesso a atenção básica.

.
.

Objetivo Nº 1.2 - Monitorar as famílias beneficiárias do PBF (famílias em situação de pobreza e extrema pobreza com dificuldade de acesso e de frequência aos serviços de Saúde) no que se refere às condicionalidades de Saúde,que tem por objetivo ofertar ações básicas, potencializando a melhoria da qualidade de vida das famílias e contribuindo para a sua inclusão social.

 

.
.

OBJETIVO Nº 1.3 - Medir a ampliação de acesso a serviços de saúde bucal na população no âmbito da Atenção Básica. Possibilitar a análise da situação atual dos serviços ofertados, estimar a necessidade de melhorias e onde devem ser realizadas. Subsidiar os processos de planejamento, gestão e avaliação de políticas públicas voltadas para o acesso aos serviços da Rede de Atenção à Saúde.

.
.

DIRETRIZ Nº 2 - Aprimorar as redes de atenção e promover o cuidado integral às pessoas nos vários ciclos de vida (criança, adolescente, jovem, adulto e idoso), considerando as questões de gênero e das populações em situação de vulnerabilidade social, na atenção básica, nas redes temáticas e nas redes de atenção nas regiões de saúde.

 

OBJETIVO Nº 2.1 - Avaliar o acesso e a qualidade da assistência pré-natal e ao parto, supondo que uma boa assistência pautada nas boas práticas de atenção ao parto e nascimento aumentem o percentual de partos normais e reduzam as mortes maternas evitáveis.

.
.

OBJETIVO Nº 2.2 - Monitorar a assistência pré-natal, a vinculação da gestante ao local de ocorrência do parto evitando a sua peregrinação e as boas práticas durante o atendimento ao parto e nascimento e a qualidade da atenção hospitalar ofertada a crianças menores de 1 ano.

.
.

DIRETRIZ Nº 3 - Reduzir e prevenir riscos e agravos à saúde da população por meio das ações de vigilância, promoção e proteção, com foco na prevenção de doenças crônicas não transmissíveis, acidentes e violências, no controle das doenças transmissíveis e na promoção do envelhecimento saudável.

 

OBJETIVO Nº 3.1 - Manter cobertura vacinal elevada como estratégia para o controle e prevenção de doenças, propiciando quando necessária a implementação de medidas de intervenção adequadas.

.
.

OBJETIVO Nº 3.2 - Contribuir para o monitoramento da mortalidade por doenças crônicas não transmissíveis (DCNT), que representam a maior causa de óbitos em todo o país.

.
.

Ação Nº 1 - Incentivar a população para realizar avalição médica 2x ao ano.
Ação Nº 2 - Orientar quando na unidade os pacientes, sobre aparecimento de manchas na pele.

OBJETIVO Nº 3.3 - Avaliar a proporção de amostras de água analisadas conforme determinado pela diretriz nacional do plano de amostragem da vigilância da qualidade da água para consumo humano, inferindo na qualidade da água consumida pela população.

.
.

DIRETRIZ Nº 4 - Organizar o município de Linha Nova de acordo com os protocolos do COVID 19.

 

OBJETIVO Nº 4.1 - Garantir os insumos como todos os EPIs (equipamentos de proteção individual necessário para que a unidade de saúde possam atender pacientes com síndrome Respiratória e COVID 19, dando segurança aos profissionais de saúde e população.

.
.

DIRETRIZ Nº 5 - Realizar compra de EPIs e também oxímetros, termômetros para atendimentos de pacientes com síndrome respiratória e COVID 19 se for o caso.

 

OBJETIVO Nº 5.1 - Garantir ambiente seguro e proteção ,a população e trabalhadores de saúde conforme protocolo do covid19

.
.

DIRETRIZ Nº 6 - Adequação de uma sala para atendimento dos pacientes com síndrome respiratória ou COVID 19, na Unidade Básica de saúde.

 

OBJETIVO Nº 6.1 - Garantir acesso da população com síndrome gripais ou suspeita de COVID 19, em sala adequada e separada outras consultas médicas.

.
.

6 - Conclusão

O município de Linha Nova cumpriu as determinações do Relatório de Gestão do 3º Quadrimestre, conforme foi digitado no DIGISUS. E tivemos que incluir no PAS e no Plano Municipal de Saúde as ações referentes ao COVID 19. Também foi incluído nosso testes rápidos e SWAB - PCR em nossas produções.

O conselho de saúde aprovou por unanimidade o Relatório de Gestão do 3º Quadrimestre de 2020

 

Nicolau Haas

Secretário Municipal da Saúde e Assistência Social

 

Marina Conceição Maia Fadrique

Enf. Responsável Técnica

Coren 47204

Comentários